07 de fevereiro de 2014
Imprimir | Indicar a um amigo Calor Intenso - Orientações da OMS

Podem ser muito úteis para vocês e para quem está sob seus cuidados, já que, em ondas de calor, as pessoas mais vulneráveis sãos os idosos. São orientações extraídas da Organização Mundial de Saúde:

 

Em casa

·       Mantenha a casa tão fria quanto possível, mantendo as janelas fechadas durante o período mais quente do dia, evitando a entrada de luz solar e, se a temperatura externa permitir, utilize o período da noite e primeiras horas da manhã para ventilar todos ambientes deixando as janelas abertas.

·       Procurar manter a temperatura interna abaixo de 32º C durante o dia e 24ºC durante a noite, especialmente para idosos.

·       Reduza ao máximo o uso de equipamentos que geram calor, desde lâmpadas incandescentes até fogão.

·       Racionalize a utilização de aparelhos de ar condicionado, ocupando  o mínimo de ambientes possível. Da mesma forma reduza ao máximo o uso de aparelhos elétricos para evitar black-outs.

·       Pendure toalhas molhadas nos ambientes com ar condicionado.

·       Ventiladores: não devem ser direcionados diretamente para o corpo e guardar uma certa distância para evitar excesso de desidratação. Beba muito líquido. Para temperatura acima de 35º não tem mais efeito para a redução do calor.

 

Afaste-se do calor

·       Vá para o local mais fresco da casa, principalmente de noite.

·       Se não é possível manter sua casa fresca, passe de 2 a 3 horas do dia em um local fresco, como shopping center ou outros locais públicos climatizados.

·       Evite estar ao ar livre nos períodos mais quentes do dia.

·       Evite atividade física intensa, se possível, ou procure concentrá-la for a dos períodos mais quentes do dia.

·       Procure manter-se na sombra.

·       Não deixe crianças e animais no carro em estacionamentos

 

Mantenha o corpo fresco e hidratado

·       Tome banho frio.

·       Use roupas leves, evitando tecidos sintéticos. Na rua, proteja a cabeça e use óculos escuros.

·       Use lençóis leves e nenhuma coberta para evitar o acúmulo de calor.

·       Beba líquidos regularmente. Evite bebidas alcoólicas e excesso de café e açúcar.

·       Faça refeições mais leves e mais frequentes. Evite comidas com muita proteína.

 

Ajude os outros

·       Verifique no seu meio quem passa muito tempo sozinho em casa. Os grupos de pessoas vulneráveis podem necessitar de assistência nestes períodos.

·       Discuta o tema das ondas de calor com sua família. Todos devem saber como agir em função das suas atividades e locais que frequentam.

·       Se alguém que você conhece está em risco, ajude-a com orientação e apoio. Pessoas doentes ou idosas morando sozinho devem ser visitadas pelo menos diariamente.

·       Se uma pessoa toma medicação, pergunte ao médico  como isso pode influenciar o equilíbrio  térmico e o balanço hídrico.

 

Se você ou alguém sentir-se mal

·       Procure ajuda se você se sentir tonto, fraco, ansioso ou tem sede intensa e dor de cabeça; vá para um lugar agradável logo que possível e meça a temperatura do corpo.

·       Beba água ou suco natural para reidratar.

·       Repouse imediatamente em lugar fresco se você tiver espasmos musculares dolorosos (particularmente em pernas, braços ou abdómen, em muitos casos após  exercícios praticados durante o tempo muito quente) e soluções de reidratação oral bebida contendo eletrólitos. É necessária atenção médica se as cólicas durarem mais de uma hora.

·       Consulte um médico se sentir sintomas incomuns ou sintomas persistentes.
·       Se pessoas da sua família ou que você estiver ajudando apresentar pele seca quente e delírio, convulsões e/ou inconsciência, chame um médico/ambulância imediatamente. Enquanto espera por ajuda, mover a pessoa para um local fresco, colocar ele ou ela na posição horizontal e elevar as pernas e quadris, remover a roupa e iniciar resfriamento externo, por exemplo, colocando bolsas de gelo no pescoço, axilas e virilha, ventilar continuamente e pulverizar a pele com água entre 25ºC  a 30º C. Medir a temperatura do corpo. Não dar ácido acetilsalicílico ou paracetamol. Posicione a pessoa inconsciente ao seu lado. 






Deseja divulgar seu evento?

Clique aqui e preencha o formulário! É simples!





Palavras de Moacyr Scliar

Na qualidade de profissional da área da saúde, tenho a maior admiração por "O Cuidador", bela publicação editada por Marilice Costi que preenche, com sensibilidade e competência, uma lacuna: aquela representada pela necessidade de amparar os que cuidam de pessoas com limitações. Este periódico é um benefício para toda a sociedade.



Aqui outros depoimentos





Produtos Culturais e Serviços Ltda. - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Brasil - Fone: +55 51 3508.8009 - [email protected]