03 de março de 2011
Imprimir | Indicar a um amigo Cuidadores gays ganham guarda de bebê.

Ação inédita promovida pelo Ministério Público de Pelotas, que propõe a adoção de um meni­no de 4 anos por um casal de união homoafetiva, foi acolhida na quinta-feira pela juíza substi­tuta da Vara Regional da Infân­cia e Juventude, Nilda Stanieski, que concedeu a guarda provisó­ria da criança. O pedido foi feito pelo promotor de Justiça José Olavo Passos, dia 22.

O menino foi entregue ao ca­sal há dois anos pela mãe, que alegou não possuir condições de cuidar do filho. A criança estava com sarna, piolho e precisando de atendimento médico. Segundo o promotor de Justiça, o menino hoje está saudável e feliz.



Fonte: Jornal Correio do Povo - www.correiodopovo.com.br




Deseja divulgar seu evento?

Clique aqui e preencha o formulário! É simples!





Palavras de Moacyr Scliar

Na qualidade de profissional da área da saúde, tenho a maior admiração por "O Cuidador", bela publicação editada por Marilice Costi que preenche, com sensibilidade e competência, uma lacuna: aquela representada pela necessidade de amparar os que cuidam de pessoas com limitações. Este periódico é um benefício para toda a sociedade.



Aqui outros depoimentos





Produtos Culturais e Serviços Ltda. - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Brasil - Fone: +55 51 3508.8009 - [email protected]