23 de setembro de 2013
Imprimir | Indicar a um amigo Cuidado com os industrializados - Médico alerta sobre o consumo destes alimentos

A praticidade na hora das refeições pode oferecer mais prejuízo do que ganhos à saúde. O alerta é do médico nutrólogo Mohamad Barakat, que chama a atenção para o consumo desenfreado da comida industrializada. Os alimentos semiprontos, por exemplo, costumam ser ricos em gordura saturada, que eleva os níveis de colesterol ruim e chances de doenças cardiovasculares. Além disso, conforme o profissional, são ricos em sódio, que, em excesso, causa o aumento da pressão arterial.

Não que seja proibido ingerir, mas é preciso frisar que, sempre que possível, seja dada a preferência aos naturais. Afinal, os industrializados costumam conter grande quantidade de sal, gordura e açúcares", diz. Certos produtos ainda têm a adição de elementos químicos que podem fazer mal ao organismo. "Os conservantes, por exemplo, podem ser nitratos e nitritos, substâncias consideradas carcinogênicas. Há também conservantes e corantes que podem causar distúrbios metabólicos e digestivos, além de alergias, aponta Barakat.

Embutidos

Os embutidos são fontes de gordura, principalmente saturada, responsável pelo maior acúmulo do colesterol no organismo. Quase todos têm o dobro de gordura das carnes in natura e ainda são recheados de aditivos e conservantes.

Os produtos à base de aves possuem menores teores, porém todos os embutidos têm grande quantidade de sal, o que pode ser um risco para o desenvolvimento de hipertensão arterial", avalia.
Se for consumir pratos à base de embutidos, que a frequência não ultrapasse uma vez por semana. Idosos comcolesterol alto, hipertensos, diabéticos ou cardíacos precisam ficar atentos ao consumo, sendo que o melhor é mesmo evitá-los, ressalta o médico.

Por mais que sejam práticos para os lanches rotineiros, estes itens podem trazer graves consequências futuras, causadas por uma alimentação desequilibrada, rica em sal, colesterol, gorduras saturadas e conservantes, que em nosso organismo são convertidos em substâncias potencialmente cancerígenas, além de serem pobres em fibras, vitaminas e sais minerais.

Alguns aditivos e seus efeitos

- Conservantes: alergia, distúrbios gastrointestinais, dermatite, hipersensibilidade, câncer gástrico e do esôfago

- Corantes: reações alérgicas, convulsões e câncer

- Espessantes: irritação da mucosa intesfinal e ação laxante

- Esfabilizantes: cálculos renais e disfúrbios gastroinfestinais

- Umectantes: distúrbios gastrointesfinais e da circulação pulmonar

- Acidulantes: cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos

- Flavorizantes: câncer e alergias


Fonte:
Diário de Canoas
Viver com Saúde - Pág. 3
Clipagem: 23/09/2013 5h30






Deseja divulgar seu evento?

Clique aqui e preencha o formulário! É simples!





Palavras de Moacyr Scliar

Na qualidade de profissional da área da saúde, tenho a maior admiração por "O Cuidador", bela publicação editada por Marilice Costi que preenche, com sensibilidade e competência, uma lacuna: aquela representada pela necessidade de amparar os que cuidam de pessoas com limitações. Este periódico é um benefício para toda a sociedade.



Aqui outros depoimentos





Produtos Culturais e Serviços Ltda. - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Brasil - Fone: +55 51 3508.8009 - [email protected]