14 de agosto de 2013
Imprimir | Indicar a um amigo NÃO DESCUIDEMOS DA APAE! Ela cuida de muitas crianças!

Sob aplausos de representantes da Apae, a Câmara de Vereadores de Caxias do Sul aprovou ontem em regime de urgência, por unanimidade, uma moção de apoio aos usuários da entidade, de autoria de Mauro Pereira e assinada por 19 parlamentares.

A entidade, que atende a mais de 500 pessoas entre alunos e familiares, se mobiliza pela manutenção dos serviços de fonoaudiologia e fisioterapia, que deixaram de receber recursos federais há dois anos.

Mudança

Uma mudança na legislação, aprovada em 2009 e regulamentada em 2011, veta a destinação de recursos do Fundo Nacional de Assistência Social para a saúde. O recurso (para a Apae caxiense, R$ 25 mil mensais) só pode ser aplicado em assistência social.

Hoje, quem paga a despesa das oito fisioterapeutas e duas fonoaudiólogas da Apae é a prefeitura, que já destina R$ 33 mil à entidade. A mobilização defende a busca de recursos federais.

– O que estamos fazendo é mostrar para o governo federal a necessidade de enviar recursos – defendeu Mauro.

Participação do município

Denise Pessoa (PT) apoiou a moção, mas defendeu que a prefeitura encaminhe esses atendimentos de saúde via SUS, como já é feito na Helen Keller.

A vereadora também anunciou uma reunião da Comissão de Direitos Humanos sobre o assunto para 26 de agosto, às 15h.

Atribuição

Mauro ressalvou que o município de Caxias repassa 22% da arrecadação para a saúde – o exigido por lei é 15%.

Daniel Guerra (PSDB) objetou que deve-se cobrar a quem de direito, já que o SUS está sobrecarregado.

– Se não tivermos resposta efetiva do governo federal, então que o prefeito encaminhe um projeto de convênio – defendeu.

Discussão maior

Representantes de Apaes de todo o país se mobilizam hoje em Brasília contra o projeto de substituição do trabalho das associações pelas escolas regulares, conforme a Meta 4 do Plano Nacional de Educação. Isso retiraria ainda mais recursos das instituições.

Vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, a gaúcha Ana Amélia Lemos (PP) defendeu ontem a continuidade do trabalho das Apaes:

– Essas crianças requerem um cuidado especial e recebem esse atendimento diferenciado. Modificar essa realidade não é uma atitude adequada. 

Clipagem: Pioneiro Mirante 
Pág. 14
14/08/2013 07h05m 






Deseja divulgar seu evento?

Clique aqui e preencha o formulário! É simples!





Palavras de Moacyr Scliar

Na qualidade de profissional da área da saúde, tenho a maior admiração por "O Cuidador", bela publicação editada por Marilice Costi que preenche, com sensibilidade e competência, uma lacuna: aquela representada pela necessidade de amparar os que cuidam de pessoas com limitações. Este periódico é um benefício para toda a sociedade.



Aqui outros depoimentos





Produtos Culturais e Serviços Ltda. - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Brasil - Fone: +55 51 3508.8009 - [email protected]